segunda-feira, janeiro 15, 2007

Repórter sem diploma recebeu voz de prisão

Republico aqui informação obtida no site Consultor Jurídico. A notícia, ocorrida em dezembro, veio à tona este mês:

"O repórter Silvério Netto recebeu voz de prisão, em dezembro, por exercício ilegal de profissão, apesar da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de que o diploma não é necessário para o exercício do jornalismo. A voz de prisão foi dada pelo juiz Richard Fernando Silva, do Juizado Especial de Pará de Minas (MG).

De acordo com o Boletim de Ocorrência o juiz interrogou o repórter no momento em que Netto, da rádio comunitária Total FM, lhe perguntou sobre o destino dos recursos do tribunal. "Tendo identificado como repórter, sem, contudo, preencher os requisitos exigidos por lei", registra a ocorrência."

Leia aqui a notícia completa.

Um comentário:

The human who sold the world disse...

Sinceridade, não acredito mais em Justiça.

O mundo seria melhor se as pessoas fossem mais justas e honestas. O q há de errado no mundo?