sábado, janeiro 27, 2007

Fotógrafo que flagrou mãe salvando filho de afogamento dá sua versão do caso no Ponto de Análises

Em resposta ao post "Mãe pula no poço e salva filho de afogamento: uma questão sobre ética jornalística", publicado neste blog na última quarta-feira, o fotógrafo Tiago Brandão, que flagrou a cena, explicou os motivos de não ter ajudado a salvar o menino.

A resposta do fotógrafo foi publicada em forma de comment, que transcrevo abaixo:

"Bom dia internautas e leitores do Ponto de Análises. Como autor da foto e com oito anos de fotojornalismo, já sabia que essa discussão ia entrar no ar. Quanto à pergunta se salvaria meu filho, é uma coisa que não vem ao caso, é uma situação totalmente diferente da que eu presenciei.

Não precisa nem dizer que se fosse meu filho eu iria entrar em desespero (como aconteceu com a Dona Jerônima nesse caso), mas acho que como haviam outas pessoas e o socorro já estava sendo prestado, fiz a minha parte.

A construção, que está há oito anos sem solução, tem o terreno totalmente aberto. Para se chegar ao poço não é preciso andar mais de 10 metros. Hoje o local já está totalmente cercado, com uma grade de alambrado e arames farpados. O poço será drenado pela prefeitura e a mina existente no local será encanada para o esgoto.

Agora eu pergunto: 'será que se essas fotos não fossem publicadas a solução teria chegado tão logo?'. E mais uma pergunta: 'Será que se estas fotos não fossem publicadas a Dona Jerônima teria recebido as várias ajudas que recebeu desde o episódio?'.

Conversei com Dona Jerônima ontem. Ela me agradeceu e pediu desculpas por algumas declarações que deu na TV. Disse que não há recentimentos da parte dela. Chorou e me agradeceu mais uma vez. Fiquei tremendamente emocionado.

Acho que fiz a coisa certa. Dona Jerônima e seus filhos estão bem, estão sendo ajudados, e aquela construção finalmente não oferece mais risco para a população.

Aos que me criticam, respeito plenamente a posição de todos, mas peço que evitem ataques pessoais. Alguns blogs colocaram até a foto do meu filho, com a seguinte pergunta: 'o que vocês acham da gente jogar este menino em um poço para que seu pai o fotografe?'…

Acho isso uma covardia sem tamanho. Homem nenhum que se preze deveria sequer pensar nesses tipos de ofensas pela internet.

Obrigado aos que me compreendem e desculpem-me os que me criticam. Só estava fazendo o meu trabalho.

Tiago Brandão "

4 comentários:

The human who sold the world disse...

Eu apóio o cara. Ele fez a parte dele. É tão fácil criticar ao invés de construir. Os brasileiros só sabem jogar pedras. Temos que pensar nas soluções! Eu faria a mesma coisa que o Thiago.

Anônimo disse...

OLÁ!...SABE ...DEUS,NÃO FAZ CAIR UMA FOLHA DE UMA ARVORE SEM A PERMISSÃO DELE...E A UM TEMPO DETERMINADO PARA TODAS AS COISAS...ELE TINHA QUE ESTAR LÁ..PARA MOSTRAR PRA TANTAS MÃES..COMO AQUELA EM QUE UMA "MÃE"(AFF)JOGOU SUA BEBEZINHA NO RIO...E QUE TAMBÉM UM JORNALISTA ESTAVA LÁ..BEM NA HORA...E PODE MOSTRAR PARA O MUNDO A MALDADE DE UM MONSTRO
CHAMADO "MÃE"...THIAGO TEVE A SORTE DE NOS MOSTRAR AO CONTRARIO...COMO É UM AMOR VERDADEIRO...A MÃE SEM SABER NADAR...MEU DEUS!!!SALVOU SEU FILHO...ME EMOCIONO E CHORO QUANDO VEJO...E AGRADEÇO A DEUS,POR TER PERMITIDO DE FINALMENTE ALGUEM REGISTRAR ALGO TÃO SUBLIME...ESSE AMOR VERDADEIRO!!DEUS O ABENÇÕE!!
ABRAÇOS!!!jackie.sonhos!!!

Andre Luiz disse...

É ISSO AI TIAGO
A FOTOGRAFIA É UMA DAS MAIORES DESCOBERTAS DA HUMANIDADE, E VOCÊ, FEZ SUA PARTE, MOSTRANDO AO BRASIL QUE MÃE É CAPAZ DE TUDO POR UM FILHO. PARABÉNS PELO TRABALHO, E QUANTO AS COMENTÁRIOS OFENSIVOS, NÃO SE ABALE... É TUDO CAVACO DO OFÍCIO.
GRANDE ABRAÇO
ANDRÉ CAÇADOR SANTA CATARINA

Anônimo disse...

ui... mi, mi, mi...