terça-feira, julho 18, 2006

A FALSA ENTREVISTA DE MARCOLA

Tem circulado via email e em sites desavisados uma suposta entrevista do responsável pelos ataques a São Paulo, o líder do PCC, Marcos Camacho, o Marcola. A entrevista teria sido concedida ao jornal O Globo. Na verdade tudo não passa de um artigo do colunista Arnaldo Jabor(foto). Com sua impetuosidade, Jabor inventou de forma irônica respostas do criminoso e muitos acreditaram ser mesmo verdade aquelas palavras. Ele foi a peça de marketing que faltava no currículo de Marcola. Leia aqui o artigo.

É preciso sempre checar as fontes antes de divulgar uma informação, principalmente quando se trata da Internet. Quem quiser conhecer as verdadeiras palavras do líder do PCC pode acessar aqui o depoimento que ele deu aos deputados da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Tráfico de Armas. O documento tem 205 páginas e vale a pena ser lido.

13 comentários:

Anônimo disse...

Esse Arnaldo Jabor deveria ser banido da TV, mas como o povo gosta de ser enganado pelas mentiras alheias.. eis quem as invente.

Anônimo disse...

Enganados, estamos, desde o século IV, e "nóis gosta"...

Lourenço disse...

Arnaldo, seu nome deveria ser Máximo! É assim que se mostra as verdades que ninguém quer ver - mas todos têm que engolir! Até quem não entende sua postura e estilo...

rodolfo monteiro disse...

'Marcola não falou,Arnaldo mostrou como é verdade tudo oq passa e passou durante anos e vai perdurar ate o fim.valeu jabor pelas mentiras verdadeiras.

Anônimo disse...

O Arnaldo Jabor quer dar o rabo para o Marcola e não sabe como chegar no "bandidão", então fica inventando entrevistas num tom "marxista de shopping" para criar um clima. E um bando de imbecis que vivem de emprego público e de falar mal dos governos, sem nunca ter tentado ganhar o pão de cada dia na iniciativa privada, fica batendo palmas pro maluco dançar. Pelo jeito, também anseiam por uma noite de amor com um bandido supostamente intelectualizado. Um bom analista resolveria os dois casos - inclusive na cama.

Anônimo disse...

Verdadeiro ou não, fictício ou não no texto não nada alem da verdade basta desprezar quem disse ou quem escreveu e refletir sobre o que foi dito na suposta entrevista e verão que é tudo verdade, nosso país cresceu dessa forma, e hj está colhendo os frutos da desonestidade e de toda merda que foi plantada e cagada nesses séculos de história, não interessa quem escreveu, pra mim pode ter sido o gasparzinho que o que interessa é o que está escrito.

Anônimo disse...

E você está falando a verdade ?
kkkkkkkk

INSPETOR SIMOES - PCERJ disse...

Desculpem a minha ignorancia, mas eu não estou entendendo! Estão dando pedrada no cara errado! Que que o Jabour tem com isso? Vocês estão se ligando nas pessoas, quando deveriam se ligar no tema. Concordo com o amigo aí que disse: "Pode ter sido até o Gasparzinho que escreveu", mas o que importa mesmo é o que foi escrito, e não quem escreveu. Quem é policial sabe da dificuldade de temos em prender alguém, ou seja, prender e condenar alguém, que é o mais importante, com este monte de brechas e lacunas na Lei. Sem contar que a sociedade em nada ajuda as polícias nas prisões, ao contrário, até ajudam a bandidagem, dando guarida e não os denunciando, pois a população é "burra", pois hoje ela ajuda o bandido, mas amanhã estes mesmos vagabundos estão matando seus filhos. Outro dia o policial abordou um elemento, em frente a um colégio, estando este elemento com 2 buchas de maconha, vindo a engoli-las no momento da abordagem policial, tendo o policial segurado na garganta do sujeito, na tentativa de dificultar que ele engolisse tal maconha, foi quando um grupo de mães de alunos começaram a gritar que aquilo era covardia, ou seja: O vagabundo do traficante estava em frente a um colégio de crianças, pronto pra entregar a maconha a alguém, de repente até para um dos filhos daquelas mulheres, a polícia intervém, e ainda é vilipendiada pela população que esta mesma polícia está defendendo!!! Ora, é burrice ou não?! Depois querem reclamar da polícia!! Temos que pensar bastante neste texto, pois é a pura realidade nua e crua, não importando quem o disse ou quem o escreveu.

Anônimo disse...

Esse ficou uns 10 anos tentando passar em concurso e nao conseguiu, kkkk, resta falar mal de servidor quando este e tao oprimido quanto o sindicalista/petista que precisa denegrir os outros pra salvar um governo de merda como o petista, que so fez aumebtar gastos publicos com 40 MINISTERIOS. va se foder comunista de merda!

RGF disse...

As pessoas são muito extremistas e revoltadas. Ou se ama, ou se odeia o Arnaldo Jabor. Ou se é reacionário ou de esquerda. Não é assim. O texto é muito interessante, e não é porque o Arnaldo Jabor atribui de maneira fictícia ao Marcola que ele adora e adimira o cara. Jabor tem seus erros e seus acerto, e não é preciso ficar medindo na balança. Pra mim, esse texto é um acerto. Bem escrito e faz pensar.

nrmarck disse...

Acho que embora represente a realidade o nosso país, ao conferir os créditos ao Marcola, Arnaldo, ainda que sem intenção, passa uma mensagem implicita de que o caminho para o acesso aos privilégios da classe dominante (educação, poder, critica, liberdade de expressão etc) para a população geral só é possível através do banditismo. Imagina, Marcola tá preso, continua comandando a facção e passa o dia estudando no maior conforto! Como sabemos que isso é o que ocorre, a matéria deveria vir como uma denuncia e uma chamada de reflexão para a inversão de valores predominante na sociedade brasileira!

nilson Gomes Campos disse...

A inversão de valores é fruto da desigualdade social, do descaso, da falta de compromisso dos políticos q ganham expressivamente bem para gerir o país mas, só pensam em aumentar seus patrimônios, seja là como for, esquecendo da ética, da honestidade, dos bons costumes e principalmente do POVO, que padece em busca de melhores condições de vida! Diante das dificuldades alguns conseguem enxergar uma luz nos estudos, outros tem oportunidades e agarram com toda força porem, a grande maioria convive com a realidade do lugar onde nasceu e morou a vida toda e aprendem q traficante é quem tem moral, ladrão é quem domina, tira onda quem tem "dindim", e q esses só comem as melhores pq comanda quem tem poder e através do tráfico eles ,os marginalizados" conseguem set poderosos...

Anônimo disse...

Fico preocupada com a quantidade de pessoas q acharam q o bandido fosse tão culto!!! Ao terminar a primeira coisa q fiz foi procurar em outras fontes do q se tratava o texto e quem o teria escrito... Em terra de "facebook" muitos colocam-se cabestros...