segunda-feira, novembro 20, 2006

"Diáspora portuguesa": apontamentos

Conforme prometido, deixo aqui alguns destaques sobre os debates ocorridos durante o Congresso "Comunicação social e os portugueses no mundo". Antes, aproveito para agradecer à ONG Rosa Azul pela qualidade dos debates, organinização e receptividade; à Câmara Municipal de Baião, pela simpatia de seus funcionários e pela bela e aconchegante cidade que sediou os dois últimos dias do Congresso; à Universidade do Minho, pelo empenho e iniciativa em apoiar debates como os que ocorreram. Por fim agradeço aos estudantes de jornalismo da Uminho que, por iniciativa própria, fizeram a cobertura do evento, participaram com comunicações e mantiveram atualizado (como é prática) o site Comumonline.net - uma louvável e profissional iniciativa desses alunos.

Vamos aos apontamentos:

-De 1992 a 2002, o número de portugueses que deixou o país foi maior do que o número de imigrantes que chegaram às terras lusitanas.

-Nas famílias que emigraram, as mulheres têm um papel primordial na qualificação de seus filhos, que hoje buscam, em grande parte, estudar e participar das sociedades onde estão estabelecidos.

-A emigração é um fator cultural em Portugal.

-Dos, aproximadamente, 15 milhões de portugueses, cerca de 5 milhões encontram-se fora de Portugal. A maior comunidade portugues se encontra na França.

-Certos setores da mídia colaboram para a formação de uma imagem negativa, e por vezes preconceituosa, dos emigrantes.

-O fim do porte pago internacional, por determinação do governo, é uma grande preocupação das comunidades portuguesas no exterior, que correm o risco de ficar sem poder receber as publicações de seu país de origem. Dessa visão compatilham alguns donos de jornais, sobretudo os regionais, que serão mais prejudicados.

-Na área da televisão, o panorama é mais positivo. Além da RTPi e da SIC, que emitem para várias partes do mundo, as comunidades lusófinas de Paris, inclusive a brasileira, poderão assistir a partir do próximo dia 25 ao canal CLP TV, que vai emitir em língua portuguesa. Em 2007 o canal vai ser exibido também em outros países da Europa, África e Estados Unidos.

Um comentário:

The human who sold the world disse...

Jura?? NOssa! MAs eu conheco tanto brasileiro em Portugal!