terça-feira, maio 30, 2006

ANISTIA INTERNACIONAL DE OLHO NA INTERNET

Chats monitorados, blogs deletados, sites bloqueados, motores de busca censurados. Esses são alguns dos alvos de uma nova campanha lançada pela Anistia Internacional. A Organização está denunciando governos que restringem a liberdade de expressão na Internet e empresas de tecnologia que colaboram com esses países repressores, como o Yahoo, acusado de ajudar o governo Chinês a identificar pessoas contrárias ao regime vigente no país. A BBC News publicou uma interessante reportagem sobre esse trabalho da Anistia Internacional. A campanha já tem um site no endereço http://irrepressible.info/.

A sugestão para este post partiu do nosso leitor em Cuba, Carlos Alberto Santos, que sofre com as sanções à Web feita pelo governo de Fidel Castro. O leitor mantinha o blog Desafortunadamente Cubano, que já não é mais atualizado por conta da censura. O próprio Ponto de Análises chegou a ser censurado em Cuba devido aos comentários feitos aqui pelo Carlos sobre o governo cubano. Após ficar um tempo fora do ar o site agora já está liberado no país, no entanto o nosso leitor chegou a sofrer ameaças veladas e a receber emails até mesmo do seu provedor ressaltando as limitações impostas pelo regime ditatorial.
(Foto: BBC)

3 comentários:

Anônimo disse...

Isso só mostra o quanto a internet é capaz de "driblar", ainda que de forma curta, a censura e a intolerância de governos ditadoriais. Como é o caso do governo cubano.

Rodolfo (www.brazilha.blog-se.com.br)

vera disse...

Olá Sérgio: segui a indicação do Rodolfo. Eu tenho acompanhado blogs em defesa da liberdade de Cuba, na espanha, itália, etc. Eu mesma tenho feito posts pela liberdade e pelo respeito aos direitos humanos, (em Cuba no ay). :-) Bjs

Sergio Denicoli disse...

Relamente Rodolfo. Mas a que preço? Será que as pessoas que se manifestam nesses países via web estão mesmo seguras?

Vera, interessante o seu trabalho. Obrigado pela visita. Abç