terça-feira, outubro 03, 2006

ORDEM E PROGRESSO

Passadas as eleições, e com a surpresa do segundo turno, há que se fazer algumas considerações:

Mesmo mostrando, no dia das eleições, o dinheiro que o PT teria sido usado para comprar o dossiê contra o PSDB, e mesmo após o Lula ter faltado ao debate da Globo, 49% dos eleitores brasileiros votaram no presidente e queriam sua reeleição.

O candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, pela primeira vez após o início da campanha eleitoral, tem reais chances de vencer. No entanto, é preciso ressaltar que Lula ainda é o favorito. Não se pode cair agora no mesmo erro do primeiro turno, ou seja, não dá pra nomear um candidato como eleito antes que o pleito tenha sido concretizado.

Collor voltou e agora apoia Lula. Será um senador da base aliada do governo, se o PT conseguir se manter na presidência. Nada como o tempo...

Paulo Maluf, dono de contas secretas em bancos da Suíça, conhecido pelo famoso termo "rouba, mas faz", se elegeu o deputado federal como o mais votado do Brasil.

Antônio Carlos Magalhães, cacique do PFL, que não conseguiu eleger seu candidato a governador da Bahia, conseguiu colocar o neto como o mais votado para a Câmara dos Deputados no estado. Ao contrário do que vem dizendo a imprensa, ACM continua vivo, aliás, muito vivo.

Aqui na Europa, a repercussão das eleições brasileiras ressalta sempre o mar de lama que envolveu o presidente Lula. Até mesmo na República Tcheca, onde estive no último fim de semana, circularam nas TVs as imagens do dinheiro usado para o golpe baixo e sujo dos petistas. Já o Financial Times destacou a imensa popularidade de Lula entre o povo de baixa renda e atribuiu esse fenômeno ao bolsa família.

Resumo da ópera: o povo brasileiro adora um corrupto!

(Imagem: Syncro)

2 comentários:

The human who sold the world disse...

"Collor voltou e agora apoia Lula. Será um senador da base aliada do governo, se o PT conseguir se manter na presidência. Nada como o tempo..."

ESTOU CHOCADA!!!!!!!!!!
As fontes são verdadeiras?

Sergio Denicoli disse...

As declarações de Collor em apoio a Lula foram publicas pela imprensa. Leia uma das reportagens no endereço.

http://www.estadao.com.br/ultimas/nacional/eleicoes2006/noticias/2006/out/02/73.htm.

Abç