quinta-feira, abril 13, 2006

MAIS UM LIXO TELEVISIVO

Assisti ontem ao primeiro capítulo da série norte-americana "Sra. Presidente", que em Portugal está sendo transmitida pela SIC. Fiquei impressionado pelo fato de um produto tão lesivo ao sentimento nacionalista de um país que não seja os Estados Unidos ser programado por uma emissora de TV européia. A série idolatra, obviamente, os EUA e sugere que os norte-americanos são imprescindíveis para "manter a ordem mundial". Além disso, em apenas 45 minutos, houve cenas de desrespeito aos muçulmanos com críticas às tradições da religião e imagens que mostravam uma África mais que estereotipada. Houve ainda um diálogo entre a personagem principal, interpretada por Geena Davis (foto), e um parlamentar no momento em que os dois anseavam por ocupar a cadeira de presidente. O parlamentar disse: "Eu sei porque você quer ser presidente dos Estados Unidos. É para poder controlar o universo".

Como analisou Ignácio Ramonet em seu livro "Propagandas Silenciosas: Massas, televisão, cinema", a respeito da comercialização das séries norte-americanas pelo mundo e dos benefícios que os Estados Unidos ganham com isso: "Econômico, em primeiro lugar. Ideológico, em seguida, porque ocupam o máximo de tempo de antena com produções que propõem uma concepção americana da sociedade.”

Lugar de lixo é na lixeira. Será nisso que as TVs se transformaram? Nota zero!

2 comentários:

Daniela Bertocchi disse...

Assisti ao primeiro capítulo do seriado e também tive essa sensação de "blargh!". Aliás, nem assisti tudo, desliguei a TV antes do término do programa.

Abraços e parabéns pelo blog.

Sergio Denicoli disse...

Eu consegui chegar ao final, mas confesso que tava quase a jogar a TV janela abaixo. Mas precisa ver tudo pra ter certeza que era mesmo verdade aquilo.