terça-feira, fevereiro 14, 2006

NOSSO LEITOR EM CUBA

Agradeço ao leitor Carlos Alberto Santos, que está em Cuba, por ter se identificado. Ratifico o convite para que seja colaborador do Ponto de Análises. De qualquer forma o Carlos já possui um blog, o Desafortunadamente Cubano, onde escreve sobre política, comunicação, música, literatura e nos dá uma visão particular de Cuba, de quem está dentro. Ele vive em Guantánamo e não em Havana, ao contrário do que dizia o motor que mede nossas estatísticas. Mas o sistema tem um boa desculpa para o erro geográfico: é norte-americano.

3 comentários:

Carol Veiga disse...

hahahahh... Sérgio, seu blog está cada vez mais legal de ler, ainda mais quando você une notícias interessantes com o seu senso de humor. Adorei o comentário sobre o "erro geográfico". Bienvenido Carlos Alberto Santos en tierras "digitales" brasileñas, portuguesas, cubanas... etc!

Sergio Denicoli disse...

Obrigado Carol! Espero que continue colaborando. Bjs

Carlos Alberto Pinto Peixoto Bastos Santos disse...

Olá Sérgio,

Sinto-me sinceramente honrado em ter um link p/meu blog no teu excelente Ponto de Análises.
Infelizmente a repressão cubana atuou forte dias depois que me identifiquei aqui em seu blog e cortou meu acesso a diversos sites, entre eles o teu, o do meu blog e do blog.uol.com.br e portanto fui impedido de atualizá-lo desde então.
Neste meio tempo também recebi 2 ameaças, uma através do meu provedor por não estar seguindo o código de conduta estabelecido no contrato e outro de alguém que creio ser do MinInt (Ministério do Interior, responsável pela segurança interna e controlador da polícia, bombeiros e polícia secreta cubana, a G4), em que me enviou secamente apenas o texto de uma lei. Para um bom entendedor, um pingo é letra.
Quanto aos meus acessos, eu fiz uma lista de alguns sites que tive/tenho o acesso bloqueado. O bloqueio acontecia através do router do provedor, aonde eu conseguia enviar o pedido de pacotes mas o seu recebimento era bloqueado aqui, deixando então a impressão de que o site estava indisponível no momento (o que sei que não era).
Neste meio tempo, conseguia ler estas páginas utilizando o que chamamos de “proxy weaver”, que aonde vamos à uma página na internet que faz a navegação por você e nenhuma das ocorrências de navegação passam pelo provedor do usuário e sim pelo servidor da páginas. Infelizmente, por este modo não é possível comentar mensagens e nem navegar em páginas c/determinadas formatações.
Extranhamente entretanto, neste fim de semana último precatei-me que a navegação havia sido desbloqueada p/alguns sites, inclusive o teu e o do meu blog. Não sei o que farei ainda c/o meu blog, pois temo pela segurança de minha esposa que infelizmente é cubana, além do bem estar do meu filho. Pretendo passar umas duas semanas analisando como será o comportamento do meu provedor neste meio tempo.
Ah, e sobre o “erro” do medidor de estatísticas do teu site, ele na verdade está certo. Acontece que toda a rede de internet em Cuba está centralizada em Havana, pois assim consegue-se ter um melhor controle dos internautas locais c/menor utilização de recursos além de evitar a duplicação de esforços e infra-estrutura. Assim qualquer requisição minha irá sempre p/Havana, e o router do meu provedor irá decidir o que fazer c/aquele pedido (se bloqueá-lo imediatamente, bloquear a resposta ou liberar completamente).
Saudações desde Guantánamo;

Carlos Alberto Pinto Peixoto Bastos Santos