sábado, novembro 26, 2005

DIOGO MAINARDI: COMO NÃO FAZER JORNALISMO

O colunista da revista Veja, Diogo Mainardi (foto), parece que se encaixa muito bem dentro da política parcial daquela revista - que desisti de ler. Ao tentar entrevistar Antônio Palocci e ver negada a sua pretensão, Mainardi trocou emails grosseiros com a assessoria do ministro da fazenda, numa demonstração clara do tipo de jornalista que é. (Foto: leitedepato.com.br)

3 comentários:

Vitor Taveira disse...

To contigo! Tambem desisti de ler Veja
Mas de vez em qndo dou uma olhadinha pra aprender como NÃO fazer jornalismo... hehehehehee

O mainardi é um cara engraçado. Mesmo quando não quer ser. Sempre me faz rir, seja com suas piadinhas infames seja c seu jornalismo parcial. Não é um cara pra se levar a sério.

o pior é que os leitores de veja axam mainardi o máximo.

Sergio Denicoli disse...

É Vitor, opinião é bom que todos tenham, no entanto, que cada um use o adjetivo que melhor lhe convier. Mas, ao que parece, se intitular "jornalista" não é e melhor classificação para o referido. E azar de quem acha ele o máximo.
Abraço

Rafaela disse...

Sergio, concordo com sua posição.

Na minha opinião, o sr. Diogo Mainardi é um eterno confuso. Confunde ironia com preconceito. Liberdade com falta de respeito. Aborda assuntos que merecem ser questionados, mas não sabe como fazê-lo. Troca a crítica fundamentada pela superficialidade que, infelizmente, chama a atenção e atrai leitores.

A idéia que ele me passa é que nunca está por dentro de nenhum assunto. Não aborda o cerne da questão, a força de seus argumentos é inversamente proporcional à sua parcialidade. Deixei de assistir Manhattan Conexion por causa dele, que consegue ser ainda pior na TV do que na Veja.

Aos leitores e telespectadores de Diogo Mainardi, meus mais sinceros pêsames.