quinta-feira, julho 05, 2007

Lula em Portugal e a imprensa

Os jornais europeus, ao contrário dos brasileiros, deram um grande destaque à importante aliança firmada entre o Brasil e a União Européia e assinada ontem em Lisboa.

Leia, nos links abaixo, alguns dos jornais portugueses e um francês, que permitem o acesso online gratuito:

Portugal:

França:

4 comentários:

Flare disse...

É pura sacanagem o que esses europeus fazem com o nosso presidente "retirante", ficam convidando o pobre coitado para esses encontros que não servem para absolutamente nada para fazer-lo crer que é levado a sério e coitado fica cada dia mais convicto de que é um ser importante.Sacanagem.

Sergio Denicoli disse...

Caro Flare,

Obrigado por postar um comentário, mas vejo que não leu as reportagens indicadas...

A visão de que o encontro não serve para nada é muito errada. Essas relações internacionais são muitíssimo importantes em termos econômicos e, no caso específico, sacramenta um antigo pleito do Brasil e coloca o país como um parceiro estratégico da União Européia.

A bola da vez são os biocombustíveis, uma tecnologia que o Brasil domina. Mas, futuramente, pode ser que o Brasil emplaque outras tecnologias. Isso representa desenvolvimento e crescimento, ao contrário do que diz.

Por isso mesmo acho que os jornais brasileiros deveriam dar mais destaque ao que é positivo do que aos factóides diários sobre corrupção, que até confundem os leitores.

É importante que as quadrilhas sejam desvendadas, mas é ainda mais importante divulgar ações como essa que ocorreu em Portugal, para que a população entenda que encontros dessa natureza servem - e muito - à nação.

Flare disse...

Como já dizia o espalhafatoso Brizola:"Eu venho de Longe", e nunca vi negócio entre rico e pobre dar algo de bom para o pobre. Independente de haver esses encontros, se os paises ricos resolverem usar os biocombustíveis, o Brasil é o candidato natural para ser um dos principais fornecedores, isso se este e os futuros governos não fizerem besteiras, como por exemplo achar que de uma hora para a outra viraremos a OPEP de um pais só e querer que o mundo comam nas nossas mãos (eu penso que esse Lula está seriamente pensando algo assim". Essa gente pode com o dinheiro e com a força que têm fazer da África por exemplo o seu fornecedor e o Brasil ficar como sempre na "merda" que sempre esteve.

Sergio Denicoli disse...

O Brasil não é um país pobre, é um país injusto.