sexta-feira, dezembro 16, 2005

AINDA O GRAMPO: ALGO ESTRANHO NO AR

Falei hoje por telefone com a presidente do Sindicato dos Jornalistas do Espírito Santo, Suzana Tatagiba. Ela ainda está em Brasília. Segundo me disse, ontem o ministro da justiça, Márcio Thomaz Bastos, afirmou que mandaria o material sobre o grampo da Rede Gazeta para a Polícia Federal e que iria também falar com o governador Paulo Hartung. Ficou então subentendido que a PF iria investigar o caso. Não se sabe ao certo se o ministro conversou com o governador, no entanto, horas depois da reunião, o assessor de imprensa do ministro entrou em contato com a Fenaj - Federação Nacional de Jornalistas e também com órgãos de imprensa para dizer que a Polícia Federal estaria à disposição para investigar, mas somente entraria no caso se o governo do estado assim quisesse. Hartung declarou apenas que o Ministério Público Estadual (órgão do qual é membro o novo secretário de segurança do estado) e o Tribunal de Justiça do ES (que autorizou o grampo), além do próprio governo, vão apurar o escândalo. Vale lembrar que o ex-secretário Rodney Miranda, exonerado no início da semana, é membro da Polícia Federal - um órgão sério e respeitado que tem feito investigações importantes no país e apresentado bons resultados. O cheiro de pizza está no ar. É triste.

Um comentário:

Wilton Lima disse...

Desculpe, mas confio muito mais no Delegado Rodney Miranda que na Polícia Federal. Há algo de estranho no ar, mas com certeza foi aquilo que levou à exoneração do Delegado do cargo de Secretário de Segurança...

Wilton DF